Primeira reunião do ano do GT Direitos Humanos do PROIFES define ações para 2019

No cenário nacional e com o recrudescimento da pauta de direitos humanos, há a necessidade de cada dia mais reforçar as pautas existentes para não haver recuos na área, mas sobretudo de pensar em proposições de políticas públicas que possam assistir grupos que ainda encontram-se em situação de negligência de seus direitos. Neste sentido, uma das principais ações propostas pelo professor Danilo Carreiro é o fomento do debate sobre cotas para pessoas transexuais, travestis e transgêneros no âmbito federal, tendo em vista indicadores deste grupo como expectativa de vida de 35 anos no cenário nacional e os dados que indicam que o Brasil é o país que mais mata LGBTs no mundo, segundo o Grupo Gay da Bahia. Também foram discutidos outros tópicos e proposições para as ações a serem executadas em 2019.

Este texto foi escrito pelo professor Danilo Lima Carreiro professor do IFNMG, filiado do sind-proifes e membro do grupo de trabalho de Direitos Humanos do Proifes Federação